Serrote Publicações

caderno-esq.jpgcaderno-moeda.jpgcaderno-toalha-serrote.jpg

Pelas mãos de Nuno Neves e Susana Vilela (http://www.serrote.com/index.htm), saídos de velhinhas máquinas Heidelberg, impressos à maneira de Gutenberg, à antiga portanto, com caracteres de madeira e gravuras de chumbo, em tipografias esquecidas, no bairro Alto em Lisboa e em Sintra. A fazerem-nos lembrar tempos antigos, aqueles em que nos sentávamos de joelhos esfolados em liliputianas secretárias de madeira de uma só peça e tentávamos seguir o b-a-ba do alfabeto e da tabuada.

Em pequenas séries de cerca de 1500 exemplares oferecem actualmente cadernos lisos, quadriculados e pautados, de toalha de mesa,  de papel moeda e de esquiço. Destaque para o caderno recheado de toalhas de mesa de papel, concebido para aqueles que têm por hábito rabiscar as toalhas dos restaurantes. Como na Fugas Não haverá toalhas podem entreter-se a rabiscar o que ficará na loja para esse mesmo fim – projecto colectivo de poesia, artes, filosofia, o que vou aprouver. Os de papel esquiço têm a vantagem de tolerar qualquer material riscador. Os de papel moeda, inspirados nas Coroas, Libras, Euros, Dolares, Rublos e Yenes das notas, cheques, selos fiscais, certificados de aforro, vales-postais e moedas, onde o verde predomina, têm o dom de trazer fortuna a quem os porta.

Mais Portugal ao Largo. Brevemente.

~ por Rogério Silveira em Sábado 2 Dezembro, 2006.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: