Erros e Sucessos de Empreendedor

Ainda na sequência das minhas leituras de fim de semana:

  • O medo de arriscar é um dos principais obstáculos ao empreendedorismo – checked🙂
    Penso já ter dado provas suficientes de não ter medo de arriscar – ao assumir a renda de um espaço caríssima, ao procurar cumprir a legislação (submetendo-me a toda a burocracia adenda), ao apostar num espaço diferente, ao direccionar o negócio para um segmento de população que não tenho a certeza de existir em Setúbal, ao recorrer ao crédito bancário e empenhar poupanças pessoais e de familiares – ainda que tenha procurado sempre que fossem riscos calculados e controlados.
  • Lançar bem uma empresa é uma ocupação a tempo inteiro –😦
    Segundo Eduardo Cruz (Criar uma Empresa de Sucesso), a riqueza resulta da persistência (checked), criatividade (checked, minha e dos que me rodeiam) e tempo. Francisco Fonseca, CEO da AnubisNet refere que a criação da empresa começou com a demissão do emprego estável que tinha na Vodafone e começou a ocupar os fins de semana disponíveis e o todo o seu tempo disponível. O facto de ainda permanecer professor e encontrar disponibilidade para levar a família a passear e passar uma manhã inteira a ler na esplanada significará que estou votado ao fracasso? Fico na esperança de pertencer aos menos de 10% de empresários que optam por criar uma empresa sem abandonar a sua actividade actual – até porque se geram importantíssimas sinergias entre as duas missões.
  • Não reconhecer as próprias limitações Checked🙂
    Estão perfeitamente identificadas: alguma falta de assertividade, ausência de poder e capacidade negocial, facilidade em delegar e excessiva confiança em terceiros, fracos conhecimentos tecnológicos (hardware e software), inexperiência na gestão, facilmente apaixonável (por produtos e conceitos de negócio, tornando-me facilmente míope face ao potencial de mercado dos mesmos), falta de apoio próximo. Como estratégia de mitigação: a busca permanente de novo conhecimento, a aprendizagem contínua e o recurso a especialistas.
  • Ausência de estratégia Checked🙂
    Geralmente a estratégia dos empreendedores não está feita a régua a esquadro, acabando estes, por isso, por adoptar modelos de organização deficientes ao nível das áreas funcionais, contribuindo para decisões pouco eficazes. É essencial delinear a estratégia e seguir o plano para assegurar um posicionamento estratégico. Sem prejuízo dos méritos reconhecidos ao planeamento estratégico – por isso dediquei horas preciosas a esboçar um plano de negócios – reconhecendo que vivemos num contexto em que a mudança marca forte presença e tende a acelerar, que a capacidade de recolher e tratar informação é limitada, que a racionalidade para retirar ilações desses mesmos diagnósticos é igualmente limitada, vendo veracidade na explicação de sistemas complexos da teoria do caos, sou mais apologista das estratégias emergentes do que das rigidamente planeadas, em que procurarei, a cada momento, estar atento aos sinais do contexto e reagir a eventos (ameaças ou oportunidades) não previstos.

Bem, hoje fico por aqui, sabendo, de fonte segura, que ninguém lê posts muito longos. Mas há mais, muitas mais, reflexões de onde estas surgiram.

~ por Rogério Silveira em Terça-feira 12 Dezembro, 2006.

2 Respostas to “Erros e Sucessos de Empreendedor”

  1. OK. Checked tudo. Agora vou ter successo?

  2. Gostei ! E concordo (quase) que na totalidade…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: