Bruaá volta a picar “O Ponto”

capaponto


Nesta inspiradora e cativante história, Reynolds demonstra o poder de um pequeno encorajamento. Uma narrativa textual e pictórica mínima traduzem a frustração de Vera que amua junto à sua folha em branco no final da aula de desenho: “Eu não sei desenhar!” A professora sabiamente responde: “Tenta fazer uma marca qualquer e vê onde ela te leva.”  A renitente rapariga pega num marcador e crava-o na folha fazendo um pequeno ponto. A professora devolve a folha à Vera e pede: “Agora, assina.” Quando a Vera regressa na semana seguinte, encontra o seu desenho assinado pendurado por cima da secretária da professora, o que inspira a potencial artista a voos mais altos. Algumas páginas mais tarde, são-nos revelados os inúmeros pontos da Vera (até mesmo uma pequena escultura com o mesmo motivo) na exposição de arte da escola, onde um rapaz a elogia por ser uma “artista incrível”. Quando ele insiste na ideia de não saber desenhar, a Vera vai emular a professora no seu exemplo de encorajamento. Feitas em aguarela, tinta e chá, as simples e delicadas ilustrações de Reynolds exalam frescura e um tom quase infantil. Oferecendo um raro equilíbrio entre subtileza e hipérbole, este álbum de pequeno formato dará aos jovens artistas mais reticentes o estímulo e o encorajamento necessários à espontaneidade na sua expressão artística. Reynolds consegue exactamente o mesmo que a sua personagem principal: criar um trabalho notável a partir de um início enganadoramente simples. Publishers Weekly

Num álbum de grafismo original, Vera afirma não saber desenhar e todos os seus esforços serão, portanto, em vão. Até ao momento em que a sua professora lhe pede para fazer uma marca qualquer. É uma descoberta. Contra todas as expectativas, este ponto é o início duma grande carreira artística. À descoberta dos talentos escondidos… e, sobretudo, duma sólida auto-confiança. Ricochet-Jeunes

Eis um breve e simples livro que diz tanto. A Vera está sentada com um papel em branco à sua frente e garante:“Eu não sei desenhar!”. A professora pede-lhe: “Tenta fazer uma marca qualquer e vê onde ela te leva.”  A Vera crava um ponto na folha e a professora pede-lhe que assine. Na semana seguinte, a Vera vê o seu ponto “numa magnífica moldura dourada”. A partir daí, a Vera irá explorar a sua criatividade(…)
Reynolds inspira-nos e a forma como finaliza a história dá vontade de abraçar o livro. Este não é um daqueles livros que leva mensagens escondidas, simplesmente uma terna história que ecoará em todas as idades. Children’s Literature

Esta pequena jóia de livro conta a história de Vera… É o princípio de uma paixão por pontos de diferentes cores, tamanhos e padrões. Uma maravilhosa lição sobre o que é a arte. Washington Post

Um conto sábio e encantador para todas as idades. Yellow Brick Road

Noutras mãos, esta história sobre o poder do espírito criativo poderia tornar-se num sermão de pendor moralista, mas Reynolds consegue manter a voz fresca e a mensagem subtil. Book Links

“A simplicidade em si mesma, tal como o ponto do título, este pequeno livro carrega uma grande mensagem.” Booklist

“O ponto” é um pequeno álbum com um grande, quente e vibrante ponto laranja na capa. Dentro, nada mais nada menos que a exploração da origem da criatividade. A exploração hábil da urgência da criação artística; um tópico sempre difícil, mas ao qual Peter Reynolds dá a volta de uma forma divertida.”Eu não sei desenhar!” diz Vera. A sua professora sugere uma forma de criar sem ficar bloqueado nos pormenores. O seu primeiro passo é convencer a Vera a fazer uma marca qualquer no papel, em seguida pedir-lhe que assine a sua obra e por fim emoldurá-la; eis o mercado artístico numa breve “pincelada”. Yellapalooza

Prémios ganhos

The Christopher Award
Oppenheim Toy Portfolio Platinum Award Winner
Irma S. and James H. Black Honor – Bank Street College of Education
Chicago Public Library Best Books for Children and Teens
Nick Jr. Family Magazine – “Best of 2003” Awards – “Most Inspiring Book”
Borders Original Voices Selection
Best Book of the Year – Valerie Lewis “Children’s Book
Book Sense 76 selection
Babyzone Amazing Book Awards 2003
Book Links Editor’s Best of 2003
Chapman Awards for Best Classroom Read-Alouds
1er Prix lab-elle adulte

~ por Rogério Silveira em Segunda-feira 6 Julho, 2009.

Uma resposta to “Bruaá volta a picar “O Ponto””

  1. […] da escola, onde um rapaz a elogia por ser uma “artista incrível”. … fique por dentro clique aqui. Fonte: […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: